quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

10 informações curiosas e interessantes sobre os mórmons



Mórmons são os seguidores da chamada Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida também como Igreja Mórmon.

Os mórmons são assim chamados por seguir o Livro de Mórmon, obra que, segundo eles, foi escrita por profetas de Israel que viveram na América antes do descobrimento.

Mórmon é também o nome do profeta que teria compilado todos os relatos da passagem de Jesus e dos antigos hebreus pela América. É isso mesmo: os mórmons acreditam que Jesus Cristo apareceu na América poucos dias depois de ter ressuscitado.

A passagem de Jesus pelo continente teria sido registrado em placas de ouro, supostamente levadas por Deus. Segundo os mórmons, os relatos das placas foram traduzidos e revelados pelo norte-americano Joseph Smith no início do século XIX.

O mormonismo teve início com Joseph Smith, o primeiro profeta e pregador da religião Mórmon. Por falar nisso…

A capital mundial do mormonismo é a cidade de Salt Lake City, no estado norte-americano de Utah. Ela foi fundada por missionários mórmons – entre eles, Brigham Young, o sucessor de Joseph Smith – à beira de um lago chamado Great Salt Lake, em 1847.

Os mórmons costumam ser chamados entre si de “santos dos últimos dias” – ou simplesmente “santos” – por acreditarem que os primeiros seguidores de Jesus eram homens santos. O “últimos dias” é uma referência ao final dos tempos.

Os mórmons dão muito valor à família. Por falar nisso, você sabia que alguns dissidentes da igreja Mórmon são polígamos? Os homens costumam ter duas, três ou até mais esposas.

Os mórmons acreditam no “batismo pelos mortos”. Não apenas os vivos podem se converter e ser batizados pela igreja, mas os seus antepassados também.

O Brasil é o terceiro país com maior número de adeptos da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Mais curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

10 fatos e informações curiosas sobre os porcos



Porcos preferem temperatura ambiente entre 16º Celsius e 20º Celsius. Acima disso, o clima já é considerado muito quente pelo animal (e é aí que ele recorre à lama).

Não é que os porcos gostem de sujeira, eles apenas consideram a lama útil para diminuir a temperatura corporal. Se os chiqueiros são imundos, a culpa é dos humanos que não cuidam deles.

Você sabia que porcos não transpiram?

Porcos sempre defecam no mesmo lugar. E veja que interessante: eles costumam defecar em ambientes afastados dos alimentos.

Os porcos domésticos preferem viver em grupos de até 30 indivíduos. Em grupos maiores, eles formam gangues, vamos assim dizer, que agridem umas às outras.

Estima-se que a população mundial de porcos seja de um bilhão, ou seja, um para cada sete pessoas. No Brasil, existe um porco para cada cinco habitantes.

A carne mais consumida no mundo é a de porco. Estima-se que 44% do consumo global de carne seja de porco, contra 29% de carne bovina e 23% de aves.

No total, o mundo consome 103 milhões de toneladas de carne de porco por ano.

O maior consumidor mundial de carne de porco é a China. Um chinês consome 38,4 quilos de carne suína por ano. Só para efeito de comparação, um brasileiro consome apenas 15,1 quilos.

Porcos são utilizados na Europa como farejadores de trufas, um fungo cujo valor pode ultrapassar os 2.500 dólares.

Veja mais  informações e curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

10 informações curiosas sobre as origens do futebol



A primeira partida de futebol no Brasil foi disputada em 14 de abril de 1895, em São Paulo. As duas equipes eram formadas por ingleses radicados no país.

Quem trouxe o futebol para o Brasil foi um brasileiro filho de ingleses chamado Charles Miller. Ele trouxe duas bolas e um manual com as regras do jogo de uma viagem a Inglaterra.

Fundado em 1895, o time do Flamengo é o mais antigo do Brasil. O Vasco da Gama surgiu em 1898; o Fluminense em 1902; o Grêmio em 1903; o Botafogo em 1904 e o Atlético-MG em 1908.

Fundado em 1910, o Corinthians é o mais antigo time paulista. O segundo mais antigo é o Santos, que surgiu em 1912. O Palmeiras foi fundado em 1914 e a equipe do São Paulo, em 1935,

O Estádio do Maracanã foi inaugurado em 1950 com uma partida entre Seleção Paulista e Seleção Carioca.

A primeira Copa do Mundo ocorreu no Uruguai. O torneio contou com 9 times da América e 4 da Europa. Outros países da Europa não quiseram participar por causa dos custos da viagem. O campeão foi o Uruguai. O Brasil ficou em sexto lugar.

O primeiro gol em uma Copa foi marcado pelo francês Laurent, da França, na Copa do Uruguai.

Pelé foi o jogador mais novo a vencer uma Copa. Tinha somente 17 anos quando o Brasil conquistou o título em 1 958.

A maior goleada da história do futebol brasileiro ocorreu em maio de 1909, quando o Botafogo venceu o Madureira por 24 a 0.

Os dois maiores artilheiros da história do Campeonato Brasileiro foram Roberto Dinamite, com 190 gols marcados e Romário, com 154.

O time que mais marcou gols em uma única edição do Campeonato Brasileiro foi o Santos, com 103 em 2 004.

Veja outras curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

10 coisas que você devia fazer sobre o consumo de drogas



A venda ilegal de drogas movimenta por volta de U$ 300 bilhões ao ano e representa 8% do comércio mundial.

As primeiras evidências de consumo de maconha datam do terceiro milênio antes de Cristo. Ela foi consumida por gregos, hindus, assírios, dácios, trácios e outros povos. Segundo relato do historiador grego Heródoto, a cannabis era usada em saunas para deixar os frequentadores “alucinados”.

Segundo estimativas da ONU, cerca 4% da população mundial – o que equivale a 165 milhões de pessoas – usam maconha pelo menos uma vez por ano. O número de consumidores diários é de aproximadamente 22 milhões.

A folha de coca é usada há mais de 1.200 anos por povos nativos da América do Sul, que a mastigavam para suportar a fome, a sede, o cansaço e os efeitos da altitude dos Andes.

A cocaína começou a ser consumida no Brasil na década de 1910. Vista como remédio e vendida em farmácias, era indicada para “jovens pálidas e delicadas”  e para “pessoas fracas”. Detalhe: só podia ser vendida com receita médica.

O crack é uma droga produzida a partir da mistura de cocaína com bicarbonato de sódio. O nome vem de “to crack” que, em inglês, significa “quebrar” (imita o som das pedras queimando no cachimbo). Vendido em pequenas pedrinhas, o crack é uma droga de efeito rápido e altamente viciante. Os efeitos são euforia, bem-estar e alucinações. É uma das drogas mais associadas ao aumento da criminalidade.

As drogas originárias do ópio são chamadas de opiáceas. As mais conhecidas são: buprenorfina, codeína, heroína, oxicodona, nalbufina e morfina, entre outras.

A heroína é uma droga derivada do ópio, substância extraída da papoula. Um dos maiores produtores de ópio é o Afeganistão. Sozinho, o país responde por 86% da produção mundial.

A abstinência da heroína é uma das mais perigosas. Na falta dela, o coração dispara, sujeitando o dependente a um ataque cardíaco. O corpo torna-se incapaz de regular a temperatura, fazendo com que o usuário transpire em excesso e tenha calafrios. Os outros efeitos são diminuição da libido, cólicas e diarreias.

A morfina é muito utilizada como droga anestésica e medicamento contra dores crônicas, inclusive do pós-operatório. Os médicos também costumam receitar morfina para pacientes terminais de AIDS, câncer e outras doenças que provocam dores insuportáveis.
   
Veja outras curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

10 coisas que você certamente não sabia sobre as mais famosas guerras da história




A Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra, durou exatos 116 anos. Aliás, a Guerra dos Cem Anos reconhecida pelos historiadores como a mais longa guerra da história.

A guerra mais rápida da história foi entre a Inglaterra e Zanzibar, na África. Ela durou apenas 37 minutos.

A batalha mais longa de que se tem notícia foi a de Verdun, durante a Primeira Guerra Mundial, quando os exércitos da França e da Alemanha estiveram frente a frente. Acredite se quiser, ela durou de 25 de fevereiro a 18 de dezembro de 1916.

A mais sangrenta batalha da história foi a de Stanligrando, travada entre 1942 e 1943, época da Segunda Guerra Mundial. Entre mortos, feridos e desaparecidos, ela fez cerca de 2 milhões de vítimas.

A guerra mais sangrenta da história foi a Segunda Guerra Mundial, quando morreram 60 milhões de pessoas.

A Guerra dos Trinta Anos foi, na verdade, uma guerra religiosa entre católicos e protestantes.

A Guerra do Paraguai dizimou três quartos da população desse país. De uma população de 800 mil pessoas, sobraram 200 mil.

A Guerra do Vietnã durou 20 anos e teve a participação de 2,7 milhões de soldados norte-americanos.

Uma das guerras mais curiosas da história foi a Guerra do Balde, em que tropas de Modena invadiram Bolonha (ambas na atual Itália) para roubar um balde de carvalho.

No Japão feudal, o exército ligado ao Imperador tinha soldados especiais cuja única missão era contar o número de cabeças de inimigos cortadas nas batalhas.

Imagem acima: batalha do Somme, na Primeira Guerra Mundial.

Veja outras curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

10 curiosidades sobre o maior dramaturgo da história: William Shakespeare



William Shakespeare (1564-1616) nasceu em Strafford-upon-Avon, na região de Birmingham, sul Inglaterra. Com apenas 23 000 habitantes, a cidade recebe anualmente milhões de turistas ávidos por visitar propriedades como a casa onde o dramaturgo nasceu e a igreja onde foi batizado e enterrado.

Considerado o maior gênio da literatura em língua inglesa, Shakespeare escreveu 37 peças teatrais – somando 10 tragédias, 10 dramas e 17 comédias – e 154 sonetos.

Como a ortografia inglesa não estava estabelecida na época do dramaturgo, ele era chamado de Shaxspere, Shagspere, Shackespeare, Shake-Speare e Shakespeare.

Shakespeare não só escrevia como “vendia” versões impressas de suas peças de teatro – na verdade, elas eram vendidas sem sua autorização. É que, além de assistir as peças, o público tinha o hábito de lê-las.

Na época de Shakespeare, os teatros eram prédios de madeira circulares e abertos no teto. O maior dele, o Globe, onde o dramaturgo trabalhou, tinha 3 mil lugares.

Com o tempo, criaram-se inúmeras especulações sobre a autoria das peças de Shakespeare. Uma delas, apontava o também dramaturgo Christopher Marlowe como o autor. Outra ainda mais absurda indicava o filósofo Francis Bacon como o verdadeiro criador.

O fato é que existiam enredos parecidos com o de Romeu e Julieta antes de Shakespeare. O grego Xenofonte, o britânico William Paynter e o italiano Luigi da Porto teriam escrito histórias semelhantes. Conta-se também que ocorreu um drama real parecido na cidade italiano de Verona, em 1303. Aliás, você sabia que as famílias italianas Capeletti e Montecchi realmente existiram?

Sabia que até o final do século XX foram produzidos mais de 400 filmes baseados nas obras de Shakespeare?

A obra do dramaturgo inglês foi estudada e discutida por diversos intelectuais, entre eles Arthur Schopenhauer, Sigmund Freud, Goethe e o brasileiro Machado de Assis.

Ao contrário das demais luas do Sistema Solar, que receberam nomes de seres mitológicos, os satélites do planeta Urano foram batizados com nomes de personagens de peças de Shakespeare. Entre esses nomes estão Miranda, Cordélia, Ofélia, Desdêmona, Titânia e Rosalinda.

Veja outras curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

10 segredos e informações curiosas sobre a França


 
Na época do Império Romano o território da atual França era chamado de Gália. O nome do país vem da tribo germânica dos francos, cujo nome significa "homens livres".

As três cores da bandeira francesa simbolizam os ideais da Revolução Francesa Liberdade (Liberté), Igualdade, (Égalité) e Fraternidade (Fraternité). Representam também o poder legislativo, o executivo e o povo.

Chamado de A Marselhesa (La Marseillaise, em francês), o hino nacional  foi composto em 1 792 por um oficial do exército chamado Claude Joseph Rouget de Lisle. Ele recebeu esse nome por ter sido popular entre as unidades do exército de Marselha durante a Revolução Francesa.

Entre as atrações mais visitadas da França está um cemitério. O cemitério Père Lachaise atrai milhões de turistas – inclusive brasileiros – ávidos por conhecer os túmulos das personalidades lá sepultadas, como o cantor Jim Morrison, o compositor Chopin e o escritor Oscar Wilde.

Muitas palavras usadas no vocabulário brasileiro são de origem francesa. Anote aí: ateliê, balé, batom, cabaré, camelô, carnê, chalé, champanhe, complô, filé, garçom, lingerie, maiô, metrô, perfume, pivô, purê, sutiã, toalete e tricô.

Os franceses são os maiores produtores e exportadores de vinhos do mundo. Também estão entre os grandes consumidores. Aliás, as uvas consideradas nobres são, em grande parte francesas: chardonnay, cabernet sauvignon, cabernet franc, malbec, merlot, pinot meunier, pinot noir….

Por falar em vinho, você sabia que o autêntico champanhe (que, na verdade, é uma espécie de vinho espumante) é produzido na região de Champanhe-Ardenne, na França?

Queijos. Os franceses são grandes produtores e consumidores do produto. Existem mais de 400 variedades do produto no país. Alguns dos mais conhecidos: Camembert, Roquefort, Brie, Caprice des Dieux e Raclette.

Os franceses desconhecem o nosso pãozinho francês. A receita surgiu no início do século 20, na época da Primeira Guerra Mundial, por encomenda de brasileiros ricos que voltavam de viagem a países da Europa – provavelmente inspirados na baguete francesa. Ela difere da receita do pão europeu por usar farinha e fermento diferentes.

Na França, os tradicionais bolinhos de chuva (como são conhecidos no Brasil) são chamados de pet de nonne – algo como  “peido de freira”.

Mais informações em curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

10 curiosidades ultra interessantes sobre Dubai


Dubai é uma das sete confederações (espécie de Estado autônomo) que formam os Emirados Árabes Unidos. Os demais são: Fujairah, Abu Dhabi, Sharjah, Ras al-Khaimah e Umm al-Quwain.

Dubai é segundo maior emirado em área, atrás de Abu Dhabi. Mas é o mais populoso dos Emirados Árabes Unidos, com mais de 2 milhões de habitantes. Detalhe: em 1967, Dubai tinha apenas 59 mil habitantes.

Você sabia que a população masculina da cidade de Dubai é quase três vezes maior do que a feminina? Um detalhe: 80% dos habitantes é constituída de estrangeiros.

Dubai é visitada anualmente por 10 milhões de turistas. Só para comparação: no Brasil, esse número não passa de 7 milhões.

Você sabia que existe um arquipélago artificial em Dubai chamado The World? O nome vem do seu formato. Visto de cima, o The World lembra o mapa-múndi.

Existem também em Dubai dois arquipélagos em forma de palmeira. Chamados de Palm Jumeirah e Palm Jebel Ali, as “Palm Islands” são arquipélagos artificiais feitos de areia e pedra. Para construí-los, foram utilizados 100 milhões de metros cúbicos de areia e pedras. Para se ter uma ideia do que isso significa: dá para soterrar 16 vezes a Lagoa Rodrigo de Freitas com essa quantidade de matéria-prima.

Dubai é o paraíso dos hotéis cinco, seis, sete estrelas… O hotel mais luxuoso é o Burj Al Arab, construído numa pequena ilha artificial perto da costa. Possui 60 andares e, acredite, desce 45 metros abaixo do nível do mar. Algumas paredes do Burj Al Arab são revestidas de ouro 24 quilates.

Aliás, você sabia que , com seus 200 andares, o Burj Al Khalifa pode ser visto a uma distância de 100 quilômetros? Os arranha-céus de Nova York parecem prédios de brinquedo diante dele.

A verdade é que o Burj Al Khalifa é o maior arranha-céu do mundo, superando em muito os ex-maiores prédios: o Taipei 101 (em Taiwan) e o Petronas Tower (na Malásia). Sua pedra fundamental foi lançada em 21 de setembro de 2 004 e o final das construções ocorreu em 04 de janeiro de 2010. O Burj Al Khalifa possui 828 metros de altura.

Se você odeia o calor, a melhor temporada para visitas ao Emirados Árabes é de outubro a março, quando as temperaturas máximas giram em torno de 26º C.

Para mais informações e curiosidades sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades

sábado, 17 de dezembro de 2016

10 pequenas curiosidades sobre a gravidez



Para algumas mulheres, o sinal mais claro de que estão grávidas é a ausência de menstruação. Mas existem outros: dores de cabeça, cólicas abdominais, enjoos etc.

Nos primeiros dias de gravidez, o número de células do zigoto (o estágio inicial do feto), dobra a cada 20 horas.

O coração do embrião começa a bater quando ele está com 4 milímetros (do tamanho de um feijão). Com 1 centímetro, já é possível identificar coração, cérebro, pernas e braços.

A individualidade do embrião é definida a partir da 3a semana, quando as células do zigoto deixam de se dividir.

Ao final de gravidez, o liquido aminiótico aumenta quase 1 litro e a placenta chega a pesar 600 gramas.

Ao contrário do que a gente vê nos filmes e novelas, a bolsa só se rompe em 15% dos casos.

Apenas 5% dos bebês nascem na data prevista.

O bebê alterna períodos de vigilância e sono, mas, no total, dorme cerca de 16 horas por dia.

Você sabia que já foram registrados casos de homens com gravidez psicológica?

Uma mulher russa teve 69 filhos entre 1725 e 1765. Foram 27 partos: 16 de gêmeos, 7 de trigêmeos e 4 de quadrigêmeos.

Mais informações e curiosidades sobre o assunto em: Mais Que Curiosidades

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

10 informações curiosas sobre a perseguição às bruxas pela Inquisição



Segundo os historiadores, as bruxas jamais existiram e as pessoas condenadas à fogueira sob a acusação de bruxaria sequer tinham vínculos com religiões pagãs ou “demônios”. Os supostos bruxos eram, em grande parte, hereges, gente que não seguia o catolicismo. Havia também casos de pessoas que arderam nas fogueiras apenas por serem… diferentes!

O auge das perseguições às bruxas não ocorreu, ao contrário do que se diz por aí, durante a Idade Média, mas no início da Idade Moderna ( do final do século XIV ao início do século XVIII).

O número de condenados à fogueira por prática de bruxaria está longe de ser irrisório. Calcula-se que foram entre 40 mil e 50 mil pessoas. Alguns historiadores, no entanto, sugerem que esse número tenha passado de 200 mil.

Ocorreram diversos surtos histéricos de caça às bruxas. O mais conhecido foi o da cidade norte-americana de Salem. Na ocasião, mais de 150 pessoas foram presas, julgadas e condenadas à forca depois que algumas crianças alegaram ter sido “enfeitiçadas”.

Publicado em 1487, o delirante livro O Martelo das Feiticeiras serviu por um longo tempo de manual contra as bruxas. Era lido por católicos e protestantes. Segundo os seus autores, as bruxas tinham o poder de sequestrar e esquartejar crianças, participar de rituais de canibalismo, transformar pessoas em sapos ou cobras, envolver-se em orgias com a participação de demônios e lançar maldições só com o olhar.

Só para se ter uma ideia do ponto a que chegou a histeria coletiva: gatos pretos eram mortos por causa da “suspeita” de que pudessem ser bruxas transformadas.

O perfil de boa parte das vítimas; mulheres camponesas que moravam sozinhas – muitas vezes à beira de estradas – e que ganhavam a vida fazendo simpatias ou remédios caseiros.

Com o passar do tempo, foi provado que uma grande parcela das ervas usadas pelas “mulheres sábias”  tinham realmente poderes medicinais. É o caso da esclareia, planta que contém substâncias que ajudam a aliviar as cólicas.

Ao contrário do que é normalmente propagado, a tortura nunca foi usada em grande escala pela Inquisição. Mas é sabido que centenas de pessoas foram cruelmente torturadas com o objetivo de arrancar confissões/revelar heresias, entre elas as mulheres acusadas de bruxaria.

Um hábito comum entre os inquisidores era despir as acusadas de bruxaria atrás de tatuagens, verrugas ou marcas que indicassem ligações da pessoa com o demônio.

Veja outras curiosidades sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

Saiba o que é o ecstasy em 10 curiosidades



O nome "técnico" do ecstasy é um pouco mais complicado: 3,4 metilenodioximetanfetina ou MDMA. O MDMA age sobre um neurotransmissor chamado serotonina, provocando sensação de prazer.

As drogas à base de MDMA foram provavelmente criadas no início do século XX como substâncias contra hemorragias. Elas nunca foram comercializadas. Permaneceram esquecidas até o início dos anos 1970, quando passaram a ser recomendadas por psicoterapeutas. A alegação era de que, em doses pequenas, levariam os pacientes a falar sem dificuldades sobre os seus problemas.

De acordo com os usuários, o ecstasy é capaz de causar uma forte "empatia com os outros", além de bem-estar, conforto e excitação.

Um dos efeitos curiosos do ecstasy é a hipersensibilidade do tato. O toque de outra pessoa tem efeito multiplicado no corpo. É como se toda a pele do usuário se transformasse numa zona erógena super-sensível. Não é sem motivo que muitos jovens se tocam o tempo todo ou se envolvem em grande abraços coletivos durante as raves - festas movidas a música eletrônica.

O ecstasy é ingerido por via oral no formato de comprimido – normalmente do tamanho de uma aspirina.

De acordo com os especialistas, o ecstasy é a maior roubada. Ele é capaz de levar a complicações que vão de amnésias temporárias a desidratação, aumento da temperatura corporal (hipertermia), náusea, tensão muscular e exaustão extrema . A overdose provoca hipertensão e perda de consciência.  Ainda não há provas concretas, mas suspeita-se que esse tipo de droga provoque lesões cerebrais.

Acredite se quiser, mas boa parte das mortes de usuários do ecstasy é provocada pela elevação anormal da temperatura corporal (lembrando que além de estimulante, a serotononina aumenta a temperatura). Quando o corpo atinge a temperatura de 41 graus, o sangue pode coagular e a pessoa morrer de parada cardíaca.

A quantidade de serotonina no cérebro de um usuário é de 50% a 80% a mais do que no cérebro de uma pessoa que não tomou esse tipo de metanfetamina.

A fama de estimulante sexual do ecstasy não passa de boato. Tudo indica que a "droga do amor" esteja provocando efeitos contrários, como dificuldade de ereção nos homens e falta de lubrificação natural nas mulheres. Os cientistas suspeitam ainda que, além de dificuldade de ereção, o ecstasy pode impedir ou retardar o orgasmo. 

As complicações derivadas do ecstasy podem ocorrer em duas ocasiões, dependendo do caso: durante ou depois do uso da droga. Os usuários podem senti-las dias ou mesmo semanas após a sua ingestão.

Mais informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades 

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

10 curiosidades sobre a TV Tupi, a primeira emissora do Brasil



A primeira emissora de televisão da América do Sul foi a TV Tupi, inaugurada em São Paulo em 18 de setembro de 1950. A Tupi era propriedade do Diários Associados, grupo empresarial do magnata Assis Chateaubriand.

No início, o logotipo da TV Tupi era representado por um indiozinho Tupiniquim.

A Tupi tinha na época da inauguração apenas três horas de programação diária, começando sempre a partir das 20h.

A primeira pessoa a possuir um aparelho de TV no Brasil foi uma senhora chamada Vera Faria que, por sinal, era secretária de Assis Chateaubriand.

Na época de Chateaubriand, o grupo Diários Associados era o maior conglomerado de mídia da América Latina, reunindo diversas empresas entre jornais, revistas, emissoras de rádio e emissoras de televisão. Uma das revistas mais famosas era O Cruzeiro.

Além de empresário, Assis Chateaubriand exerceu cargos políticos e foi um grande incentivador das artes. Foi ele que, em parceria com Pietro Maria Bardi, construiu o Museu de Arte de São Paulo – MASP.

O gênero telenovela surgiu no Brasil em 1951 com Sua Vida Me Pertence, exibida na Tupi. Sua Vida Me Pertence permaneceu no ar de novembro de 1951 a fevereiro de 1952. Como não existia videotape na época, os capítulos eram exibidos ao vivo duas vezes por semana.

O primeiro telejornal da televisão brasileira foi o Imagens do Dia. Ele nasceu com a Tupi e durou somente um ano.

O primeiro humorístico foi Rancho Alegre, programa que durava apenas 20 minutos. Assim como toda a programação, Rancho Alegre era exibido ao vivo.

A primeira transmissão de futebol no Brasil também foi feita pela TV Tupi. A partida entre Palmeiras e São Paulo foi transmitida no dia 15 de outubro de 1950.

Para mais informações sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

10 informações curiosas sobre a estação mais quente do ano: o verão



Alguns povos antigos dividiam o ano em cinco estações: outono, inverno, primavera, o verão propriamente dito, de tempo quente e chuvoso e o estio, de tempo quente e seco – palavra que originou o termo "estiagem".

O solstício ocorre duas vezes ao ano. No solstício de inverno, a noite é mais longa do que o dia; no de verão, o dia é mais longo que a noite.

Na Linha do Equador, a duração dos dias é fixa ao longo das estações do ano, com 12 horas de luz e 12 horas de noite. Quer dizer, os solstícios são inexistentes no Equador.

A temperatura mais alta registrada no Brasil durante o verão foi 43º Celsius na cidade do Rio de Janeiro, em 1984. A maior temperatura ambiente, no entanto, foi registrada na localidade de Azízia, na Líbia: 58º Celsius.

A incidência de raios ultravioletas (UV) é maior no verão. A exposição excessiva aos raios UV podem causar manchas e até câncer de pele. Quanto mais clara a pele, maior a probabilidade de desenvolver câncer (por isso, não esqueça do protetor solar).

Horário de verão é a alteração do horário de uma região, adiantando-se em geral uma hora no fuso horário oficial local. Como o próprio nome indica, o horário de verão é implantado sempre na estação mais quente do ano, quando os dias são mais longos.

Dizem que quem teve a ideia do horário de verão foi o inventor e político norte-americano Benjamin Franklin, em 1784. Detalhe: na época, o horário de verão visava economizar cera de vela.

No Brasil, o horário de verão foi implantado pela primeira vez em 1931. A ideia, porém, não deu muito certo. O horário de verão atual - que vigora nas regiões Sul e Sudeste, além de parte do Centro-Oeste – foi criado em 1 985.

A estação mais violenta do ano no Brasil é o verão. Pesquisas demonstram que agressões, assassinatos e acidentes de trânsito ocorrem com maior frequência durante os meses mais quentes do ano, principalmente dezembro.

Durante os meses mais quentes, as doenças mais comuns no Brasil são a malária e a dengue. Aliás, a malária é uma das pragas que mais mata gente no mundo. Acredita-se que o número de mortos ultrapasse os dois milhões de pessoas por ano.

Para mais informações, acesse: Mais Que Curiosidades

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

10 breves e interessantes curiosidades sobre o urso-panda


 
O panda gigante é um animal endêmico da China. Habita as regiões montanhosas próximas ao Himalaia – províncias de Sichuan, Gansu e Shaanxi – e se alimenta exclusivamente de bambus.

A gestação do panda dura cerca de 135 dias. Quando nascem gêmeos, a mãe cuida apenas de um, deixando o outro morrer.

Os pandas pesam de 90 a 130 gramas quando nascem. Na idade adulta, chegam a pesar até 150 quilos.

Os pandas passam a maior parte do dia comendo. Eles comem de 9 a 14 quilos de bambu por dia.

Os ossos de um urso panda são duas vezes mais pesados do que os ossos de outros animais do mesmo tamanho. Pandas podem se equilibrar sobre as patas traseiras, mas tem dificuldade para suportar o peso do próprio corpo.

Em comparação com outros ursos, os pandas são extremamente dóceis. Eles dificilmente atacam seres humanos, a menos que estejam sonolentos ou irritadiços.

A maior parte dos pandas nascidos na natureza morre de doenças ou... acredite se quiser, acidentalmente esmagado pela própria mãe! Pudera, as mães podem pesar até 900 vezes mais do que um filhote recém-nascido.

Pandas não hibernam durante o inverno, ao contrário de outras espécies de ursos.

Um panda chega a valer mais U$ 100 mil no mercado negro de animais.

O panda foi o animal escolhido para simbolizar uma das mais importantes organizações de ambientalista do planeta, a WWF – World Wildlife Fund.

Para outras curiosidades sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades

domingo, 11 de dezembro de 2016

10 informações estranhas e fatos curiosos sobre as serpentes



Ao contrário dos moluscos, cujas espécies ultrapassam a casa dos 125 mil, e dos insetos, que chegam a mais de 1 milhão, existem apenas 6 mil espécies de répteis.

Répteis são animais de sangue frio, que precisam se expor ao sol para aquecer o corpo. Como dependem do calor para viver, são praticamente inexistentes nas regiões polares.

Qual a diferença entre as serpentes e os demais répteis? Em primeiro lugar, as serpentes tem corpos mais comprido. Em segundo, elas não possuem pernas. Terceiro: os órgãos são alongados. E, por último, possuem um extraordinário número de vértebras.

Por falar em vértebras, você sabia que algumas serpentes possuem até 500 vértebras? Só para efeito de comparação, um crocodilo possui apenas 60.

É verdade que os répteis precisam incubar seus ovos. A regra, porém, não é geral. Existem serpentes que parem os filhotes inteiramente desenvolvidos. Os biólogos chamam esses animais de vivíparos.

Os ovos das serpentes são normalmente moles e flexíveis.

A pele das serpentes não cresce na mesma proporção do corpo e, por isso, elas são obrigadas a trocá-la na medida em que vão crescendo. Os filhotes podem trocar de pele sete vezes no primeiro ano de vida.

As serpentes não possuem ouvidos e são surdas. Elas percebem as vibrações através de ossos do crânio ligados ao maxilar inferior.

Esqueça a história de que as cobras são hipnotizadas pela flauta dos encantadores de serpentes. Elas normalmente se levantam para acompanhar e tentar atacar o movimento da flauta. Note que para fazer a cobra se levantar, o encantador precisa movimentar a flauta. 

As serpentes matam de 30 mil a 40 mil pessoas por anos em todo o mundo. É assustador, mas é sempre bom lembrar que apenas um décimo delas são letais para os seres humanos.

Mais informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

10 coisas sobre a cidade de Londres que você provavelmente nunca imaginou



A cidade de Londres foi fundada pelos romanos com o nome de Londinium no ano de 43 depois de Cristo. Não existe consenso sobre o real significado da palavra Londinium, mas alguns estudiosos acreditam que seja “seguindo o rio”.

Em virtude de um grande incêndio, a cidade foi totalmente reformulada em 1666.

Ao contrário do que muitos imaginam, Big Ben não é o nome do relógio e tampouco da torre, é o grande sino da torre. O nome do relógio é Tower Clock. Aliás...

O relógio onde está o Big Ben pode ser o mais famoso, mas não é o maior de Londres. O maior é o relógio da Shell Mex House, na antiga sede da companhia petrolífera Shell.

Tido como um dos rios urbanos mais limpos do mundo, o rio Tâmisa já foi tão poluído que o Parlamento Britânico era obrigado a interromper as sessões por causa do mau cheiro.

O Palácio de Buckingham é a residência oficial do monarca britânico. Ele recebeu esse nome porque foi construído pelo Duque de Buckingham, em 1713.

O Museu de Cera de Madame Tussaud, outra grande atração de Londres, recebeu esse nome em homenagem a modelista francesa Marie Tussaud (1761-1850). Além de Londres, o museu mantém filiais em diversas cidades do mundo.

A Abadia de Westiminster, onde os monarcas são coroados, é também conhecida como Igreja do Colegiado de São Pedro.

Localizada no Centro de Londres, a Trafalgar Square tem esse nome por causa da Batalha de Trafalgar (uma batalha naval entre França e Inglaterra), vencida pelas forças inglesas. Nela, existe uma coluna em homenagem ao Almirante Nelson, militar que desempenhou papel importante na batalha.

O mais antigo sistema de metrô do mundo é o de Londres. Chamado de London Underground, foi inaugurado em 1863. Atualmente, transporta mais de 1,5 bilhão de pessoas por ano.

Veja mais sobre esse assunto em: Mais QueCuriosidades