segunda-feira, 31 de outubro de 2016

10 tópicos curiosos e interessantes sobre o leite


O leite é o alimento mais consumido do mundo. São quase 480 milhões de toneladas do produto consumidas anualmente, seja na forma de iogurtes, queijos, sorvetes, coalhadas ou outros derivados.

O produto à base de leite mais comum é o queijo. Estima-se que existam 400 tipos de queijos só na França.

Acredita-se que o consumo de leite de vaca tenha começado há 11 mil anos com a domesticação dos primeiros animais.

O leite de búfala é mais branco e nutritivo do que o de vaca. A verdadeira muzzarella italiana é feita somente com esse tipo de leite.

O consumo de leite de égua é muito comum na Ásia Central (Mongólia, Cazaquistão, Quirguistão etc). Aliás, uma das bebidas  mais típicas do interior do Quirguistão é uma bebida fermentada à base de leite de égua.

Algumas crianças têm intolerância à lactose. O problema varia de pessoa para pessoa. Crianças que tem alta intolerância não podem consumir nenhum produto que contenha lactose.

O animal que produz mais leite é a baleia. A fêmea produz nada menos que 600 litros de leite por dia.

O leite de iaque é muito consumido na Ásia Central, onde esse animal é comum. Já o consumo do leite de camelo é comum no Noroeste da África e em parte do Oriente Médio. Nos Andes, consome-se com frequência leite de lhama e de alpaca. Na Sibéria em regiões como a Lapônia, a população costuma se alimentar de leite de rena.

O leite em pó é produzido a partir da “secagem” do leite comum. Para retirar a água do leite, o fabricante simplesmente faz com que, em dois ou três processos, ela evapore e se transforme no pó que costumamos comprar no supermercado.

A sigla UHT presente nas embalagens de leite longa vida significa Ultra High Temperature (temperatura ultra-alta, em português). Isso por que, durante a produção, o leite escorre por dois segundos em chapas de metal “ultra-alta”  aquecidas para matar os micro-organismos e, assim, manter o produto fresco nas prateleiras dos supermercados.

Veja outras curiosidades em: Mais Que Curiosidades

10 curiosidades e bizarrices sobre os peixes



O maior peixe de água doce é o pirarucu, uma espécie do rio Amazonas. Um exemplar pode chegar a dois metros de comprimento e pesar por volta de 200 quilos.

O peixe mais rápido do mundo é o agulhão-vela. Ele consegue atingir a incrível velocidade de 115 quilômetros por hora.

Um atum é capaz de nadar 170 quilômetros num só dia.

Os tubarões são míopes. Em compensação, possuem um olfato superdesenvolvido e um sistema chamado “linha lateral” que permite captar alterações na pressão da água.

Uma enguia é capaz de dar um choque maior do que o de uma tomada elétrica doméstica. Sua descarga chega a 125 volts.

O traolho é um peixe que possui os olhos divididos no meio. Metade dele fica dentro e a outra metade fica fora d´água.

Alguns peixes são tão venenosos quanto cobras, caso do peixe-homicida (o nome já diz tudo!). Outros peixes venenosos são: peixe-escorpião, baiacu e algumas espécies de raias.

A pior dor do mundo é provocada pelo veneno do peixe-pedra. Ela dura meses e nem o mais forte analgésico, a morfina, é capaz de detê-la.

Dez por cento das espécies de peixes trocam de sexo uma vez na vida. Os peixes “transexuais”  são divididos em dois grupos: o protândrico e o protogínico. Os protândricos são os que tem na juventude glândulas capazes de produzir óvulos e espermatozoides. Os protogínicos possuem ovários que, com o tempo, se transformam em testículos.

Existem várias espécies de bacalhau, entre elas o ling, o zarbo, o saithe e o bacalhau do Porto. Conhecido cientificamente como Gadus morhua, o bacalhau do Porto é o mais saboroso e também o mais caro. O interessante é que ele é pescado na Noruega e só leva esse nome por que é “desde sempre” comercializado na cidade portuguesa do Porto.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 curiosidades sobre Portugal que você precisa saber



O Reino de Portugal foi criado em 1143, com fronteiras definidas em 1249, o que faz de Portugal o Estado-Nação mais antigo da Europa.

Em 1 543, os portugueses chegaram à ilha de Tanegashima, tornando-se o primeiro povo europeu a estabelecer contato com o Japão. Eles deixaram fortes influências na língua, na culinária e até nas técnicas metalúrgicas japonesas.

Algumas palavras japonesas de origem portuguesa: botan (botão), buranco (balanço), joro (jarro), juban (gibão), karuta (carta), kappa (capa), konpeito (confeito), kirisutan (cristão), oranda (Holanda), orugan (órgão), pan (pão), shabon (sabão) e tabako (tabaco).

Não se sabe se é lenda ou verdade, mas dizem que o famoso chá da cinco foi introduzido na Inglaterra por uma monarca de origem portuguesa: Dona Catarina de Bragança. Aliás, também é muito difundida a história de que o bairro nova-iorquino do Queens recebeu esse nome em homenagem a mesma Dona Catarina.

As primeiras habitações da cidade do Porto surgiram aproximadamente em 800  antes de
Cristo. O Porto foi, durante um bom tempo, chamado de Cale e, mais tarde, de Portucale. Vem daí o nome Portugal.

Você sabia que em Lisboa um museu totalmente dedicado ao azulejo? O museu mais visitado de Portugal, no entanto, é o Museu Nacional dos Coches, uma instituição voltada para os transportes à tração animal, especialmente carroças e carruagens. 

Todo o mundo sabe que o sobrenome Silva veio de terras portuguesas. O que poucos imaginam é que ele é mais antigo do que Portugal. O sobrenome surgiu no tempo do Império Romano e denominava os habitantes das regiões de matas ou florestas (“silva”, em latim – o mesmo que selva). Mas por que existem tantos Silva no Brasil? Por três motivos: é muito usado em Portugal, muitos portugueses adotaram o Silva quando vieram para cá (provavelmente para manter o anonimato) e o sobrenome foi dado a milhares de escravos que foram trazidos para o Brasil.

Existe uma forte suspeita de que os portugueses tenham descoberto o Brasil em data anterior a 1 500. Da mesma forma, existem suspeitas de que espanhóis e franceses também tenham passado por aqui antes de Cabral.

Assim como o samba está para o Brasil, o fado está para Portugal. Considerado música típica do país, o fado é cantado por uma só pessoa acompanhada de um instrumento. A palavra fado significa “destino” (do latim “fatum”) e tem a mesma origem da palavra fada.

Manuel e Joaquim estão longe, muito longe de serem os nomes mais registrados em Portugal. Os nomes de meninos mais comuns em terras portuguesas são Miguel e João.

Mais informações sobre Portugal: Mais QueCuriosidades

domingo, 30 de outubro de 2016

10 fatos inacreditáveis e dados curiosos sobre a cantora Madonna



A cantora Madonna Louise Veronica Ciccone nasceu no estado norte-americano de Michigan, em 1958. A família Ciccone é originária da localidade de Pacentro, na região de Abruzo, Itália.

Madonna é a cantora que mais vendeu singles e álbuns no mundo todo, ultrapassando a cifra de 300 milhões de discos. Curiosamente, ela é “apenas” a segunda nos Estados Unidos, atrás de Barbra Streisand.

A carreira musical de Madonna começou em 1980 numa banda chamada Breakfast Club. Nela, Madonna trabalhou como vocalista, guitarrista e até baterista.

O primeiro álbum de Madonna foi lançado em 1983. Antes disso, ela fez sucesso com a música Everybody. O trabalho vendeu mais de 10 milhões de cópias e alcançou o primeiro lugar das paradas de diversos países.

No início da década, Madonna possuía uma fortuna estimada em mais de um 1 bilhão de dólares, o que, na verdade, fazia dela a cantora mais rica do mundo.

A maior audiência de um concerto de internet foi de Madonna. O concerto Brixton Academy foi visto por nada mais, nada menos do que 8 milhões de pessoas.

A turnê Sticky & Sweet Tour, de 2008/2009, é a mais bem sucedida da história, com 400 milhões de dólares arrecadados.

Madonna é a cantora que mais acumulou prêmios na história da música. Ao todo são 300 prêmios!

No total, Madonna participou de 20 filmes. O papel de Evita Perón no musical Evita rendeu-lhe o Globo de Ouro, um dos mais importantes prêmios do cinema.

Pouca gente sabe, mas Madonna também é escritora. Ela escreveu, no total, cinco livros. O primeiro foi um conto infantil chamado As Rosas Inglesas.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 fatos incríveis e curiosos sobre os raios



Nem todos sabem, mas raios, relâmpagos e trovões são diferentes. Raio é a descarga elétrica e relâmpago, o clarão gerado pelo raio. Trovão é a onda sonora provocada pela descarga.

O brilho de um relâmpago dura cerca de meio segundo. O ruído de um trovão, por sua vez, pode durar até 20 segundos.

Caem cerca de 100 raios por segundo em todo o planeta.

Também podem ocorrer raios durante nevascas e erupções vulcânicas.

Foram encontradas evidências da ocorrência de raios em quatro planetas do Sistema Solar: Vênus, Júpiter, Saturno e Urano.

Raios podem atingir temperaturas maiores do que a da superfície do sol.

A probabilidade de um homem ser atingido por um raio é dez vezes maior do que o de uma mulher.

Um morador da zona rural tem dez vezes mais chances de ser atingido por um raio do que um residente em área urbana.


Aliás, você sabia que o Brasil é o país com maior incidência de raios no mundo, com 100 milhões de descargas anuais? As cidades com maior incidência de raios do país se concentram na Grande São Paulo e no sul do estado do Rio de Janeiro.

Veja outras curiosidade sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades

sábado, 29 de outubro de 2016

10 coisas que você precisa saber sobre o nosso sangue

Os glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e as plaquetas do nosso sangue surgem na medula óssea.

As plaquetas representam menos de 1%, os glóbulos brancos constituem outro 1% ou menos, os glóbulos vermelhos (ou hemoglobina) são 44% e o plasma forma outros 55% do nosso sangue.

As plaquetas são imprescindíveis na coagulação. Os glóbulos vermelhos transportam oxigênio para todo o organismo. Já os brancos são constituídos de neutrófilos, eosinófilos, basófilos, linfócitos e monócitos, que recebem a denominação geral de leucócitos. São as Forças Armadas do sangue, responsáveis pelo sistema de defesa do organismo.

De cor amarelada, o plasma leva água e nutrientes para o resto do corpo. Detalhe: ele é 92% constituído de água.



Quantos litros de sangue há numa pessoa normal? São 5 litros de sangue.

Podemos perder apenas 2 litros de sangue sem risco de morte. Em uma transfusão, são retirados 450 mililitros de sangue.

Quais os tipos sanguíneos existentes? Os mais comuns entre os 27 diferentes tipos sanguíneos são: A, B, AB e O. A maior parte da população brasileira pertence aos tipos A+ e O+. Mas o que determina os diferentes tipos sanguíneos?

O coração bombeia o sangue para o organismo. Os órgãos responsáveis pela filtragem são os rins. A falência dos rins é chamada de insuficiência renal.

O sangue circula a uma velocidade de 2 quilômetros por hora, mas ao sair da aorta, uma artéria que começa no coração, ele chega a 108 quilômetros por hora.

Veja outra curiosidade em: Mais Que Curiosidades

10 curiosidades sobre a Via Láctea, a nossa galáxia



A Via Láctea é ao lado das vizinhas Andrômeda, Pequena Nuvem de Magalhães e Grande Nuvem de Magalhães parte de um aglomerado de 30 galáxias chamado Grupo Local.

No total, a Via Láctea possui seis braços. Eles foram batizados de Norma, Perseu, Sagitário, Scutum-Crux, Cygnus e Órion.

A parte mais espessa da galáxia é o centro, formado quase que totalmente por estrelas velhas, com idade entre 10 e 13 bilhões de anos.

Ela possui diâmetro de 100 mil anos-luz, que corresponde à metade da distância da Terra à vizinha Grande Nuvem de Magalhães.

Se fôssemos conduzir um carro a uma velocidade constante de 160 quilômetros por hora, levaríamos cerca de 221 milhões de anos para chegar ao centro da Via Láctea.

A Via Láctea possui cerca de 200 bilhões de estrelas. Se metade delas possui planetas (em torno de quatro por estrela), presume-se que a galáxia contenha 400 bilhões de planetas.

Nós só conseguimos enxergar 15 mil estrelas a olho nu, o que não dá nem 0,5% das estrelas da galáxia.

O Sistema Solar fica a 30 mil anos-luz ou 285 quatrilhões de quilômetros do centro da Via Láctea.

O sol leva 250 milhões de anos para dar uma volta completa na Via Láctea. Desde o surgimento da galáxia, há cerca de 13,7 bilhões de anos, ele deu somente 54 voltas.

Uma viagem só de ida a Alpha-Centauri, a estrela mais próxima do Sol levaria 70 mil anos.

Veja mais informações em: Mais Que Curiosidades

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

10 informações que ajudarão a explicar como foi o fim de Pompeia



A erupção do vulcão Vesúvio ocorreu em 24 de outubro do ano 79. Pequenos tremores ocorridos nos dias anteriores, no entanto, já anunciavam que algo muito grave estava para acontecer.

Assim que entrou em erupção, o Vesúvio formou uma gigantesca coluna de magma e cinzas de 27 quilômetros de altura. Duas horas depois, uma chuva de pedras pomes começou a cair sobre a cidade. Mesmo assustados, os pompeanos acreditavam que logo tudo voltaria ao normal.

A segunda fase da erupção começou por volta de meia-noite. Uma nuvem negra e escaldante vinda do vulcão cobriu praticamente toda a cidade. Cheia de vapores clorídricos incandescentes, ela matou quase boa parte da população por asfixia (ao contrário do que muitos pensam, a maioria não morreu soterrada).

Na esperança de encontrar um barco que os levasse para longe dali, muitos pompeanos tentaram fugir na direção no mar. Todavia, isso era impossível. O mar revolto destruiu todas as embarcações. Ondas de até 8 metros de altura impossibilitaram a fuga a nado.

A explosão foi tão forte que o antigo topo (o Vesúvio tinha a aparência de cone) transformou-se em duas crateras planas. Foi como se a montanha tivesse rachado ao meio.

Pompeia não foi a única vítima da fúria do vulcão. As cidades de Herculano, Stabia, Miceno, Nucéria e Oplontis também foram atingidas. A maior parte da população de Herculano - onde a erupção matou apenas 300 pessoas - conseguiu fugir.

Ao contrário das vítimas de Pompeia, as de Herculano morreram em grande parte devido ao calor no interior da gigantesca nuvem de cinzas. A temperatura era tão alta que a carne evaporou.

Muitos pompeanos foram enterrados pela grossa camada de cinzas. Como ela se solidificou com o passar do tempo, formou moldes de seus corpos. Preenchidos com gesso, esses moldes revelaram a posição em que estavam no momento da morte.

Algumas pessoas tentaram se proteger sob os mausoléus de um cemitério. Os seus corpos foram encontrados ali mesmo, entre eles o de uma mulher abraçada a uma criança.

As ruínas de Pompeia só foram descobertas em 1599, durante as escavações para desviar um curso do rio Sarno. A cidade, no entanto, só começou a ser completamente desenterrada mais de 150 anos depois.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 curiosidades sobre a pizza que vão deixa-lo surpreso



As pizzas de antigamente eram quadradas e comidas como um sanduíche. Quem primeiro acrescentou molho de tomate e orégano à massa foram os napolitanos. Aliás, foi em Nápoles que nasceu a primeira pizza redonda de que se tem notícias, a Margherita.

O maior pedido de pizza do mundo ocorreu em San Diego, Estados Unidos, em 2006. Um  cliente (na verdade, uma empresa que promovia uma comemoração com os funcionários) encomendou sozinho 13.500 pizzas. Para atender o mega-pedido a pizzaria Papa John's precisou produzir 56 pizzas por minuto e utilizar o forno de 15 pizzarias próximas.

O local mais improvável para a entrega de uma pizza foi o espaço. O feito é da norte-americana Pizza Hut, que entregou o pedido na Estação Espacial Internacional (ISS) em 2001.

A maior pizza do mundo foi preparada em Joanesburgo, África do Sul, em 1990. Ela levava 500 quilos de farinha, 800 quilos de queijo,  900 quilos de molho de tomate e tinha 37 metros de diâmetro.

Já o recorde  de “comilança de pizza” é do japonês Takeru Kobayashi. Ele tragou uma pizza inteirinha em “apenas” 2,3 minutos. Esse mesmo Kobayashi foi seis vezes recordista de “comilança de hot dog”.

A pizza mais cara vendida comercialmente leva quatro tipos de caviar, lagosta fresca, salmão e wasabi (huuum, deve ser ardida!). O valor: US$ 1.000. Onde? Pizzaria Nino's Belissima, em Nova York.

A maior rede de pizzarias do mundo é a norte-americana Pizza Hut. Ela está presente em quase 100 países e possui 12 mil filiais. Só no Brasil são (por enquanto) 70 pizzarias.

A cidade onde mais se consome pizza no mundo é Nova York. O segundo lugar pertence a São Paulo. Agora, em se tratando de país, o maior consumidor mundial é o Brasil.

Os moradores de São Paulo devoram em torno de 1 milhão de pizzas por dia. Isso dá mais ou menos 40 mil fornadas por hora.

Aliás, quantas pizzarias existem em São Paulo? Anote aí: 5 mil. Em todo o estado, esse número chega a 12 mil. No Brasil, são 50 mil.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 curiosidades sobre o mais famoso parente dos cães: o lobo



Lobos são animais da família dos canídeos, a mesma da raposa, coiote, chacal, cão selvagem e cão doméstico.

Para muitos zoólogos, existe apenas uma espécie de lobo, classificada em várias sub-espécies. O cão doméstico seria apenas uma delas.

Lobos-cinzentos são canídeos de grande porte, chegando a pesar 50 quilos e a medir 2 metros de comprimento.

O lobo-cinzento vive em alcateias com até 20 indivíduos, um bando liderado por uma fêmea e um macho adultos. Detalhe: apenas o casal-alfa pode se reproduzir.

Lobos preferem caçar animais de grande porte. Entre um tetraz e um alce, eles optam pelo segundo. O motivo: o alce possui carne suficiente para alimentar todo o bando.

Lobos são animais capazes de percorrer longas distâncias, normalmente a 10 quilômetros por hora. Durante uma perseguição, podem correr a mais de 60 quiômetros por hora.

Por que lobos uivam em noites de lua cheia? Porque a luminosidade da lua facilita a caçada noturna. O uivo serve para convocar o grupo para a caçada. 

A visão do lobo é apurada, permitindo-lhe enxergar bem à noite. A audição aguçada faz com que consiga escutar sons imperceptíveis para o ouvido humano, como o cair de uma folha durante o outono.

Lobos são animais extremamente territoriais. Eles marcam seus territórios – que vão de 40 quilômetros quadrados a mais de 1.000 quilômetros quadrados – com urina e fezes. Muitas vezes, uivam só para alertar possíveis grupos rivais quem é que manda no pedaço.

Em cativeiro, os lobos podem viver até 20 anos. Nos ambientes selvagens, no entanto, a vida é bem mais curta. Eles dificilmente ultrapassam os oito anos.

Veja mais em: Mais Que Curiosidades

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

10 pequenas informações e grandes curiosidades sobre o Peru



Ainda não há um consenso sobre a origem da palavra Peru. Uma das teorias mais difundidas diz que ao chegar naquelas terras, os espanhóis perguntaram aos nativos qual o nome do lugar, e ouviram como reposta: “Biru”. O nome pegou, mas o detalhe é que “biru” significa “não entendo”.

Grande parte da população fala quíchua (ou quechua) e aimará, mas o idioma dominante é o espanhol.

A população peruana é formada por ameríndios, europeus, negros e, em menor grau, árabes e japoneses. A maior parte é descendente de ameríndios e europeus.

Quando chegaram no território do atual Peru, os colonizadores europeus encontraram uma população de quase 10 milhões de indígenas. O problema foi que vírus, bactérias e escravidão vieram de carona e, como consequência, reduziram os nativos a apenas 600 mil pessoas em 100 anos.

Você sabia que existe um estado peruano com o mesmo nome de um brasileiro? É o estado do Amazonas, localizado na fronteira com o Equador.

E sabia que a moeda peruana é chamada de Novo Sol (Nuevo Sol)?

Pela sua variedade de ingredientes e por seu irresistível sabor, a culinária peruana é uma das que mais despertam a atenção do mundo. O prato peruano mais famoso é o ceviche.

A faixa litorânea do Peru é árida, contrastando com os Andes ao centro e com a floresta amazônica a leste. O clima extremamente seco fez com que corpos da era pré-colombiana fossem mumificados naturalmente.

A fim de pegar uma praia no Peru? Esqueça! Vindas da Antártida, as correntes marinhas que banham a costa peruana são extremamente geladas. O curioso é que, ao largo dela estão o litoral sul do Peru e Norte do Chile, a região mais seca do mundo.

Querendo comprar uma malha de lhama? Prefira as de alpaca, que tem uma qualidade melhor e são menos ásperas. Elas são facilmente encontradas no Peru e em outros países andinos.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 informações curiosas e surpreendentes sobre a cantora Lady Gaga


Lady Gaga é o nome artístico da cantora norte-americana Stefani Joanne Angelina Germanotta. Segundo ela, o pseudônimo Lady Gaga foi escolhido como uma homenagem ao grupo Queen e seu hit Radio Ga Ga.

As principais influências musicais de Lady Gaga são Queen, Cher, Michael Jackson e David Bowie. As influências “performáticas” foram inspiradas em Madonna, Grace Jones e Debbie Harry (cantora da banda Blondie).

Pouca gente sabe, mas Stefani foi criada numa família católica e estudou num colégio de freiras apenas para meninas durante a adolescência.

Ninguém pode negar que Gaga é esforçada (e, talvez, superdotada). Ela aprendeu a tocar piano aos quatro anos de idade e aos 13, compôs a sua primeira canção. Aliás...

O primeiro contrato com uma gravadora foi assinado quando Gaga tinha apenas 14 anos de idade.

Lady Gaga foi escolhida pela revista norte-americana Time uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2010.

Sabe qual foi a personalidade mais popular do Facebook no início da década? Ela mesma: Lady Gaga, com 21 milhões de “seguidores”.

Outro número impressionante sobre a cantora: ela foi a única artista do mundo a ter sete músicas com mais de dois milhões de downloads pagos.

The Fame, o primeiro álbum de Lady Gaga, fez um sucesso arrasador, ocupando os primeiros lugares das paradas de diversos países. Ao todo, ele vendeu 12 milhões de cópias.

A música Bad Romance ocupou o topo das paradas de sucesso de mais de 25 países.


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

10 curiosidades sobre os tipos de feijão preferidos dos brasileiros

 
O feijão mais popular e que mais acompanha o arroz nas principais refeições dos brasileiros é o carioquinha. O curioso é que ele está longe de ser o mais popular do Rio de Janeiro. Os cariocas preferem o feijão preto.

O feijão carioquinha recebeu esse nome em virtude das listras, que lembram o calçadão de Copacabana. O curioso é que ele só existe há 40 anos, surgido do cruzamento de outros tipos de feijões.

O tipo de feijão mais popular do Pará é o fradão (além do manteiguinha, é bom lembrar). No Ceará, o mais popular é o feijão-de-corda. Em Minas Gerais, é o jalo. No Rio Grande do Sul, é o preto. Na Bahia, o fradinho. No Centro Oeste, o rosinha. Em Santa Catarina, o branco.

Você sabia que o feijão fradinho é o principal ingrediente do baianíssimo (e delicioso, cabe aqui ressaltar) acarajé?

Sabia que os catarinenses (ou boa parte deles) costumam comer feijão branco com eisbein (joelho de porco cozido)?

Os nordestinos gostam de usar mulatinho com abóbora e/ou mandioca na receita da feijoada nordestina.

O gosto do paraenses pelos feijões do tipo fradão e manteiguinha foi introduzido por funcionários da empresa norte-americana Ford que foram para o estado na época do ciclo da borracha.

A feijoada não foi criada pelos negros nas senzalas, ao contrário do que dizem por aí, mas pelos portugueses. Dependendo da região, os portugueses preparam esse tipo de prato com feijão branco ou feijão vermelho. A feijoada preparada com feijão preto é chamada em Portugal de feijoada à brasileira.

Existem em outros países pratos parecidos com a feijoada brasileira. Todos levam feijões com carne, seja de boi ou de porco. Como exemplos, podemos citar a moçambicana feijoada do Ibo, a romena fasole cu cârnati e o francês cassoulet.

Considerada por muitos uma especialidade mineira, a receita de feijão tropeiro foi criada pelos paulistas.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 coisas que você jamais imaginou sobre o Fusca

 
O primeiro automóvel fabricado pela empresa alemã Volkswagen foi o Fusca. Seu nome original era KDF – Kraft Durch Freude, que significa "Força Através da Alegria".

O primeiro lote de Fuscas chegou ao Brasil em 1950. Fabricadas na Alemanha, todas as 30 unidades foram importadas pela família Matarazzo.

Os primeiros Fuscas produzidos em terras brasileiras não eram montados pela Volkswagen, mas por uma empresa chamada Brasmotor.

Foi a bordo de um Fusca preto que o ex-presidente Juscelino Kubistchek inaugurou a primeira fábrica da Volkswagen no Brasil, em 1 957.

O Fusca é o automóvel que ficou mais tempo em produção no mundo todo. Os primeiros protótipos foram fabricados em 1934 e os últimos, em 2003.

Você sabe quantas peças são necessárias para a produção de um Fusca? Acredite, dependendo do modelo, são de 5.000 a 7.000 peças.

O apelido Fusca nasceu da dificuldade do brasileiro de pronunciar Volks. Ele pronunciava o V com som de F, ficando Folks, que a sabedoria popular entendeu como Fusca.

Por falar nisso, você sabia que o Fusca foi um dos poucos modelos de automóvel na história que nunca sofreu nenhum recall?

O Fusca voltou a ser produzido em 1993 no Brasil a pedido do ex-presidente Itamar Franco, que concedeu incentivos fiscais para isso. Só houve um problema: a vendas não deslancharam e a Volkswagem foi obrigada a interromper a produção três anos depois.

Segundo a Federação Brasileira de Veículos Automotores, existem 76 clubes de Fusca no Brasil, a maioria na região Sudeste.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

10 tópicos curiosos e chocantes sobre a grande epidemia de peste negra


 
A peste bubônica é uma doença provocada pela bactéria Yersinia pestis e tem como principais sintomas manchas escuras na pele, febre, perda de coordenação motora, confusão mental e, em muitos casos, aumento do volume do fígado e do baço.

O principal agente causador da doença é a pulga que, ao picar a pessoa ou animal, transmite a bactéria para ela. Acredita-se que, na Europa do século XIV, a bactéria era transmitida dos ratos para as pulgas e, destas, para os seres humanos.

Os sintomas da peste costumam surgir poucos dias (pouquíssimos, na verdade) após a exposição à bactéria. Eles normalmente aparecem de dois a cinco dias, mas há casos em que demoram 12 dias. A maior parte das mortes ocorre entre o terceiro e quinto dia após o surgimento dos sintomas.

A peste negra foi tão devastadora que 1/3 da população europeia foi dizimada no curto período de quatro anos, entre 1347 e 1351.

Dos 140 monges de um convento em Montpellier, na França, apenas sete sobreviveram. Aliás, o medo do contágio era tamanho que levou o papa a suspender a extrema unção aos mortos.

Para variar, a epidemia acabou provocando xenofobia e aumentando o preconceito religioso. As cidades eram fechadas para os forasteiros e os judeus e muçulmanos acusados de propagarem a doença. Dezenas de comunidades judias foram atacadas e milhares de judeus afogados ou queimados. 

Surgiram diversos movimentos religiosos, uma delas foi a Irmandade dos Flagelantes. Para aplacar a suposta ira de Deus, eles se flagelavam nas costas com tiras de relho com pontas de ferro.

O preconceito com a peste era tão grande que muitos doentes eram abandonados nas floresta para lá morrerem. Os mais pobres eram enterrados em valas comuns. Corpos eram abandonados nas ruas. O cheio da morte estava em todo lugar.

Um surto de peste em 1665 em Londres matou algo em torno de 70 000 pessoas. A epidemia foi relatada pelo escritor Daniel Defoe no livro Um Diário do Ano da Peste. Na época em que ela ocorreu, Defoe (que ficou conhecido como o criador de Robinson Crusoé) era um menino de quatro anos.

Um das últimas grandes epidemias de peste ocorreu na Índia e em partes da Ásia no final do século XIX e início do XX, matando cerca de 11 milhões de pessoas.

Mais informações: Mais Que Curiosidades

terça-feira, 25 de outubro de 2016

10 curiosidades interessantes e nojentas sobre as baratas


Das 5 mil espécies de baratas conhecidas, mil vivem no Brasil. Apenas 1% delas são consideradas pragas urbanas.

A espécie mais comum no Brasil é a Periplaneta americana, ou barata americana. O curioso é que, apesar do nome, ela se originou na África.

Embora viva entre 5 e 6 meses – dependendo da espécie, é claro –, uma única barata é capaz de deixar 800 descendentes.

Baratas transmitem 32 doenças por bactérias, 17 por fungos, 3 por protozoários e 2 por vírus.



Baratas não dormem, mas se recolhem durante o dia. Aliás, não custa avisar: se você costuma encontrar baratas durante o dia em sua casa, é sinal de que a população delas anda muito alta.

Baratas correm tão rápido que, se tivessem o mesmo tamanho de um ser humano, atingiriam com facilidade a velocidade de 320 quilômetros por hora.

Uma curiosidade bem nojenta (mesmo!!): baratas podem roer os seus lábios enquanto você dorme.

Agora, uma curiosidade ainda mais nojenta (meeeesmo!!!!): baratas podem introduzir a cabeça nas narinas de uma pessoa para comer secreções.

As baratas possuem pequenos pelos no abdômen que permitem detectar “vibrações” no ar e descobrir se algum inimigo (uma chinela, por exemplo) se aproxima. Essas vibrações também são percebidas através dos pelos das pernas.

Mais informações: Mais Que Curiosidades