sexta-feira, 17 de março de 2017

10 coisas que você precisa saber sobre a Noruega


A Noruega é um país montanhoso, com inúmeros fiordes e mais de 150 mil ilhas no seu litoral.

A Noruega é o país com maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do mundo.

O país também possui um dos maiores indicadores de longevidade do planeta. Homens vivem, em média, 75 anos e as mulheres, 83.

Os imigrantes e seus descendentes representam 10% dos 4,5 milhões de noruegueses. Em Oslo, eles são 25% da população. São imigrantes oriundos de mais de 200 países.

A Noruega é o segundo maior exportador de petróleo e quarto maior de gás natural da Europa.

Nos meses mais quentes, o sol não se põe no norte do país. É o famoso sol da meia-noite.

O famoso bacalhau do Porto – muito consumido pelos brasileiros na Páscoa – é, na verdade, pescado na Noruega. Detalhe: o Brasil consome 30% desse bacalhau.

Assim como no resto da Escandinávia, a carne de rena é bastante apreciada pelos noruegueses. O consumo de tetraz (uma ave parente da galinha) também é comum.

O queijo mais popular é feito com leite de cabra. Detalhe: ele possui sabor adocicado.
Você sabia que o prêmio Nobel da paz é concedido em Oslo, na Noruega? Os demais são entregues em Estocolmo, na Suécia.

Chamada de Cruz Escandinava, a cruz na bandeira da Noruega (imagem acima) está também presente nas bandeiras da Islândia, Dinamarca, Suécia e Finlândia.

Veja outras curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades.

quinta-feira, 16 de março de 2017

10 curiosidades sobre o universo que você achará incríveis


A cada hora, o universo se expande 1,6 bilhões de quilômetros (um bilhão de quilômetros em cada direção).

Veja só que interessante: se dermos um sumiço nos átomos, seres vivos, planetas, constelações, galáxias, tudo, tudinho mesmo, o universo continuará pesando três quartos do que pesava antes – ou seja, restarão 73% da sua massa original. 

Planetas, constelações e galáxias formam apenas 4% do universo. O resto é feito de matéria escura, um tipo estranho de matéria, da qual os cientistas não sabem absolutamente nada.

A nossa galáxia, chamada Via Láctea, possui cerca de 200 bilhões de estrelas. Alguns astrônomos acreditam que esse número seja bem maior.

A galáxia mais próxima da Via Láctea é Andrômeda, também chamada de M31, localizada a 2 milhões de ano-luz de distância.

A Via Láctea e a galáxia de Andrômeda fazem parte do mesmo aglomerado galáctico, o Grupo Local, com 30 membros. Segundo os astrônomos, Via Láctea e Andrômeda não só se chocarão formando uma só galáxia, como viajam pelo espaço na direção do aglomerado de Virgem, formado por centenas de outras galáxias.

As constelações mais conhecidas no Brasil são a Cruzeiro do Sul e Órion. A constelação de Órion é, em parte, formada por 3 estrelas alinhadas denominadas As Três Marias. Para os gregos antigos, elas representavam o Cinturão de Órion.

A luz que vem do Sol demora cerca de 8 minutos para chegar na Terra. Pode parecer estranho, mas a luz de muitas estrelas levam milhares anos para chegar até  aqui. Se uma estrela que fica a 15 000 mil ano-luz explodir nesse momento, o evento só sera visto da Terra daqui a 15 000 mil anos.

O Sol é 330 000 vezes maior que a Terra. Aliás, você sabia que o Sol possui 99,9% de toda a matéria do Sistema Solar?

Encontre mais curiosidades e informações sobre esse assunto em Mais Que Curiosidades.

segunda-feira, 13 de março de 2017

10 curiosidades e bizarrices que você nunca imaginou sobre o pênis




Os pênis com curvaturas, ganchos, bifurcadores, arestas e raspadores são mais comuns no reino animal do que imaginamos. Aliás, já que falamos de bizarrices animais, você sabia que algumas espécies de tubarões possuem dois pênis?

O pênis dos chimpanzés dificilmente ultrapassam os 7 centímetros; o dos gorilas, 5 centímetros.

O menor pênis entre os mamíferos terrestres é o do musaranho, com apenas 5 milímetros. Já o maior do reino animal é o da baleia-azul, que possui nada menos que 2 metros de comprimento. Detalhe: ele possui, no máximo, 50 centímetros de circunferência. Outro detalhe: os testículos pesam 10 quilos.

O maior pênis humano (pelo menos o “oficialmente documentado”) é o do norte-americano Jonah Falcon, com 34 centímetros quando ereto. O tamanho médio do pênis humano é 13 centímetros.

Com 18 anos, o homem precisa de apenas 30 segundos para que o pênis se recupere depois de uma ejaculação. Aos 40, esse tempo (chamado de período de latência) aumenta para 10 minutos.

Em média, uma ejaculação libera de 2 a 5 mililitros de esperma (que equivale a menos que uma colher de sopa). 

Um pênis ereto pode suportar até 5 quilos sobre ele.

Os testículos e o corpo cavernoso do pênis são retirados durante uma cirurgia de mudança de sexo de homem para mulher. A glande vira uma espécie de clitóris e a pele é aproveitada na construção da vagina. O escroto é aproveitado nos lábios vaginais.

Existe no Japão um santuário chamado Tagata Jinja, que os anos promove uma procissão em que os devotos carregam a imagem de um pênis gigante. Os devotos chegam a fazer oferendas ao órgão genital. Detalhe: o ritual é uma tradição com mais de 1 500 anos de tradição.

Veja alguns de apelidos para o pênis: pãozinho, gancho, banana, sabugo, lagartixa, cenoura, bimbo, piroca, colher, ganso, churro, charuto, Bráulio, meninão.

Para mais curiosidades e informações sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades.

quarta-feira, 8 de março de 2017

10 coisas que você não sabia nem imaginava sobre a série Os Simpsons



Cada episódio da série leva, em média, seis meses para ser finalizado.  Detalhe: para animar um único episódio de Os Simpsons, é preciso produzir 24 mil desenhos  por um custo de 1 milhão de dólares.

Os nomes dos membros da família Simpson foram inspirados em pessoas reais, todos da família do criador Matt Groening. Homer e Marjorie (Marge) eram os nomes dos pais de Matt. Lisa e Maggie são suas sobrinhas. A única exceção é Bart.

Afinal, os Simpsons têm nome do meio? A resposta é sim. Bart se chama Bartholomew Jo-Jo Simpson. Lisa é Lisa Marie Simpson – provavelmente, uma homenagem dos criadores a Lisa Marie Presley –, Marge é Marjorie Bouvier Simpson. Quanto ao J. de Homer J. Simpson… significa “Jay” mesmo!

Idade dos personagens principais: Marge, 34 anos; Homer, 36 anos; Bart, 10 anos; Lisa, 8 anos; e Maggie, 1 ano.

Em relação ao nome de alguns dos personagens secundários (Flanders, Lovejoy, Powell, Quimby e Terwilliger) de Os Simpsons, o que se sabe é que Matt Groening buscou inspiração no nome de ruas de Portland, Oregon, sua cidade natal.

O bairro onde Homer e sua família vivem chama-se Evergreen Terrace.

Existem 121 cidades chamadas Springfield nos Estados Unidos. Nenhuma delas, porém, é identificada como a cidade da série. Os autores preferiram não revelar o estado onde a cidade está localizada. O nome Springfield foi escolhido justamente por ser bastante comum nos Estados Unidos. Apesar disso…

Acredite, fãs da série contaram quantos "dã!" (d'oh!" em inglês) Homer falou ao longo das temporadas de Os Simpsons. O resultado: 377 até a 15a temporada.

Nos países árabes, Hommer bebe refrigerante no lugar de cerveja para não contrariar os costumes locais. Seria o refrigerante Duff?

O correio norte-americano imprimiu 1 bilhão de selos em homenagem aos 20 anos da série.

Veja mais curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades.

10 informações esclarecedoras e fatos curiosos sobre o jainismo



Para os jainistas, o carma é ao mesmo tempo processo e substância. Assim como o budismo e o hinduísmo, o jainismo crê no dualismo ação e reação (as ações produzem reações), com a diferença de que o carma se incorpora à alma como se fosse uma substância.

No entender dos jainistas, o universo é eterno e não foi criado por nenhum tipo de ser. Eles negam a existência de um demiurgo – o criador e mantenedor do universo.

Os jainistas não veem Mahavira como fundador da religião, que acreditam ser eterna. Mahavira seria apenas um tirthankara, um ser que conseguiu se libertar dos “ciclos de renascimento” e alcançar a perfeição espiritual.

Para os devotos do jainismo, existiram 24 tirthankaras. Mahavira seria apenas o último. Em seus cultos, os jainistas homenageiam os tirthankaras banhando suas estátuas com flores, arroz, mel e chá.

Os jainistas representam uma minoria no oceano de crenças indiano. Eles não passam de 24 milhões (menos de 1% da população). Só para se ter uma ideia, o hinduísmo – religião predominante na Índia – possui mais de 800 milhões de seguidores.

Não há apenas uma vertente jainista. Como na maioria das religiões, existem vários ramos e subdivisões. Alguns, por exemplo, são absolutamente contra o culto de imagens.

Os jainistas respeitam todas as formas de vida. No entender deles, a vida é sagrada e não deve ser destruída. Tanto que, antes de ingerir o alimento, eles o examinam minuciosamente para evitar engolir algum inseto ou verme que porventura ali estejam.

Se você acha que os jainistas são “um tanto exagerados”, veja mais essa: muitos monges jainas mantém a parte inferior do rosto coberta (normalmente lenços ou uma espécie de “máscara cirúrgica”) para conservar a boca fechada e, assim, evitar engolir sem querer qualquer ser vivo que voe.

Se, em visita a Índia, você cruzar com uma pessoa de boca coberta varrendo o chão, não se espante. Os seguidores mais fervorosos do jainismo costumam varrer delicadamente o chão para tirar os seres viventes do caminho e, desse modo, evitar que sejam pisoteados e mortos.

Os monges jainistas – ou jainas – pregam o desapego das coisas materiais. Tanto que uma parcela desses devotos não usa vestimentas. Eles passam anos sem vestir qualquer tipo de roupa.

Para mais curiosidades e informações sobre esse assunto, acesse Mais Que Curiosidades.

quinta-feira, 2 de março de 2017

10 fatos interessantes sobre o culto mariano




A santidade de Maria só foi reconhecida pela Igreja no século V, ou seja, quase 500 anos após o surgimento do cristianismo.

Os dons, as aparições e a própria vida de Maria rendeu a ela mais de 200 homenagens e títulos.

Os devotos não costumam lembrar apenas as suas dores, mas também as suas alegrias. As alegrias de Maria são lembradas em imagens com anjos a seus pés.

Existe uma imagem ou culto para cada uma das virtudes de Maria. Entre essas virtudes estão a misericórdia, a piedade, o amor e a bondade.

Alguns dos dogmas de fé de Maria são: Imaculada Conceição, Virgem Perpétua, Maternidade Divina e Assunção aos Céus. Esses dogmas são reconhecidos pelas igrejas católica romana, ortodoxa e anglicana.

O dogma da Imaculada Conceição surgiu em 1 854, quando o papa Pio 9º proclamou que Maria era virgem quando Jesus foi concebido.

O dogma Nossa Senhora da Glória é uma referencia a assunção de Maria, que teria subidos aos céus de corpo e alma.

Segundo a tradição católica, Maria teria aparecido diversas vezes no decorrer da história. As mais conhecidas aparições marianas ocorreram em Lourdes (França), Medjugorge (Bósnia) e Fátima (Portugal).

Os turcos acreditam que a última casa de Maria ficava em seu país – mais precisamente na localidade de Selçuk. O local é um dos mais procurados pontos de atração turística da Turquia.

O Santuário Nacional de Aparecida é um dos maiores templos dedicados a Maria em todo o mundo. Costuma receber em torno de 200 mil peregrinos no dia 12 de outubro. O número de visitantes ultrapassa os 8 milhões por ano.

Para mais informações e curiosidades sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades.

quarta-feira, 1 de março de 2017

10 coisas que você devia saber para entender o que é o espiritismo



O espiritismo é um conjunto de práticas, princípios e doutrinas que consideram o ser humano um ser imortal que alterna vivências e experiências no mundo material e no espiritual. Os seguidores do espiritismo acreditam na comunicação entre os vivos e os mortos e na doutrina da reencarnação.

O termo espiritismo é um neologismo criado pelo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail (1804-1869), mais conhecido como Allan Kardec.

Segundo consta, Hippolyte Rivail começou a frequentar as reuniões espíritas por curiosidade. Mas em uma delas, um médium disse que ele foi um celta chamado Allan Kardec e que deveria reunir os ensinamentos e conclusões dos últimos séculos numa doutrina que propagasse as ideias de Cristo e trouxesse alívio para a humanidade. O evento mudou para sempre sua vida, levando-o a reunir os ensinamentos espíritas no Livro dos Espíritos.

Os princípios do espiritismo foram reunidos por Allan Kardec em cinco obras: O Livro dos Espíritos (de 1857), O Livro dos Médiuns (1859), O Evangelho Segundo o Espiritismo (1863), O Céu e o Inferno (1865) e A Gênese (1868).

O túmulo de Allan Kardec é um dos mais visitados do cemitério Père Lachaise, em Paris. O Père Lachaise é famoso pela quantidade de celebridades sepultadas: Fredéric Chopin, Maria Callas, Edith Piaf, Marcel Proust, Amedeo Modigliani, Sarah Bernhardt, Oscar Wilde, Honoré de Balzac, Jim Morrison… A maior parte dos turistas que visita o túmulo de Kardec é brasileira.

O espiritismo chegou ao Brasil em 1860, sofrendo desde já grande preconceito. Só para se ter uma ideia, o Código Penal de 1890 classificava-o como crime. Os primeiros centros espíritas surgiram apenas em 1865.

Existe no Brasil uma cidade fundada exclusivamente por espíritas (ela cresceu a partir de um centro espírita). É a cidade de Palmelo, no estado de Goiás, a 58 quilômetros de Goiânia e com população atual de 2 500 habitantes.

Apesar da pátria-mãe do espiritismo ser a França, é no Brasil que a doutrina tem o maior número de adeptos. São 2,5 milhões de seguidores e outros milhões de simpatizantes.

Um dos maiores divulgadores da doutrina espírita no Brasil foi o médico, militar, escritor, jornalista e político Bezerra de Menezes, que começou a divulgar o Espiritismo pouco tempo depois da publicação da obra de Allan Kardec em português.

O mais famosos médium do Brasil foi Francisco Cândido Xavier, nascido em Uberaba (MG) em 2 de abril de 1910 e falecido (“desencarnado”, para os espíritas) em 30 de junho de 2002. A mediunidade de Chico começou a se manifestar quando ele tinha apenas quatro anos de idade.

Um dos escritores espíritas que maior sucesso atualmente é a paulista Zíbia Gasparetto, autoras dos clássicos O Amor Venceu e Laços Eternos. Só Laços Eternos vendeu cerca de 1 milhão de exemplares

As cirurgias espirituais são muito populares no Brasil. Um dos mais famosos médiuns cirurgiões foi o mineiro José Pedro de Freitas (1 822-1 971), mais conhecido como Zé Arigó. O espírito que ele afirmava incorporar era o do médico alemão Aldolph Fritz, supostamente morto na época da I Guerra Mundial.

Para mais informações e curiosidades sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades.

10 curiosidades que você devia conhecer sobre o Líbano



 No idioma hebraico, a palavra Líbano significa “branco”.

O árabe falado no Líbano é de difícil compreensão para os arabófonos de outros países do Oriente Médio. O motivo não podia ser mais simples: a mistura de povos ajudou a criar um dialeto com fortes influências da língua turca, do francês e do inglês.

O desenho no centro da bandeira libanesa representa o cedro-do-Líbano, a árvore típica do país. A madeira do cedro foi largamente utilizada na antiguidade. A árvore é citada 75 vezes na Bíblia.

Metade da população libanesa vive na região metropolitana de Beirute. Fundada por fenícios séculos antes de Cristo, Beirute foi ocupada por gregos, romanos, bizantinos, árabes e otomanos.

Quase 60% dos libaneses são muçulmanos. O país, no entanto, possui uma grande diversidade religiosa: cristãos armênios, cristãos ortodoxos, coptas, drusos, católicos, judeus…

Uma das mais antigas civilizações surgidas no Líbano foi a fenícia. Os fenícios eram povos semitas (parentes de árabes e judeus) que habitavam a faixa litorânea do país e de cultura comercial marítima empreendedora. Colonizaram quase todo o litoral mediterrâneo. Suas principais cidades foram Tiro, Sidon e Biblos. Também foram os fundadores da cidade de Cartago, no território da atual Tunísia.

Pode parecer estranho para muita gente, mas não é: Istambul (Turquia), Sofia (Bulgária), Atenas (Grécia), Bagdá (Iraque),  Alexandria (Egito), Meca (Arábia Saudita) e Beirute (Líbano) fizeram parte de um único império, chamado de Império Otomano.



Entre os pratos típicos do Líbano estão o homus, o kebab, o quibe, o mezze, a esfiha e o baba ganoush.

O Brasil recebeu um grande contingente de imigrantes libaneses a partir do final do século XIX – época em que o Líbano fazia parte do Império Otomano. A maior parte do fluxo migratório foi em direção às regiões Norte e, principalmente, Sudeste.

Veja mais curiosidades e informações sobre esse assunto em: Mais Que Curiosidades.