segunda-feira, 13 de março de 2017

10 curiosidades e bizarrices que você nunca imaginou sobre o pênis




Os pênis com curvaturas, ganchos, bifurcadores, arestas e raspadores são mais comuns no reino animal do que imaginamos. Aliás, já que falamos de bizarrices animais, você sabia que algumas espécies de tubarões possuem dois pênis?

O pênis dos chimpanzés dificilmente ultrapassam os 7 centímetros; o dos gorilas, 5 centímetros.

O menor pênis entre os mamíferos terrestres é o do musaranho, com apenas 5 milímetros. Já o maior do reino animal é o da baleia-azul, que possui nada menos que 2 metros de comprimento. Detalhe: ele possui, no máximo, 50 centímetros de circunferência. Outro detalhe: os testículos pesam 10 quilos.

O maior pênis humano (pelo menos o “oficialmente documentado”) é o do norte-americano Jonah Falcon, com 34 centímetros quando ereto. O tamanho médio do pênis humano é 13 centímetros.

Com 18 anos, o homem precisa de apenas 30 segundos para que o pênis se recupere depois de uma ejaculação. Aos 40, esse tempo (chamado de período de latência) aumenta para 10 minutos.

Em média, uma ejaculação libera de 2 a 5 mililitros de esperma (que equivale a menos que uma colher de sopa). 

Um pênis ereto pode suportar até 5 quilos sobre ele.

Os testículos e o corpo cavernoso do pênis são retirados durante uma cirurgia de mudança de sexo de homem para mulher. A glande vira uma espécie de clitóris e a pele é aproveitada na construção da vagina. O escroto é aproveitado nos lábios vaginais.

Existe no Japão um santuário chamado Tagata Jinja, que os anos promove uma procissão em que os devotos carregam a imagem de um pênis gigante. Os devotos chegam a fazer oferendas ao órgão genital. Detalhe: o ritual é uma tradição com mais de 1 500 anos de tradição.

Veja alguns de apelidos para o pênis: pãozinho, gancho, banana, sabugo, lagartixa, cenoura, bimbo, piroca, colher, ganso, churro, charuto, Bráulio, meninão.

Para mais curiosidades e informações sobre esse assunto, acesse: Mais Que Curiosidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário